Exercícios para Peyronie: será que funcionam?

Conteúdo

É muito comum que homens pensem em tratamentos naturais e pesquisem sobre exercícios para Peyronie, mas será que funcionam?

A frequência da doença também conhecida como pênis curvo adquirido (Doença de Peyronie) está aumentando, pode atingir de 3% a 20% dos homens, de acordo o estado de saúde de cada paciente. Diante desse cenário é muito comum que homens pensem em tratamentos naturais e pesquisem sobre exercícios para Peyronie.

Mas será que apenas o exercício peniano vai resolver o problema que já está instalado no órgão sexual masculino? O tema é bastante controverso e gera muitas dúvidas! Leia mais nesse post.

O que é Doença de Peyronie?

Essa doença de Peyronie, impacta a túnica albugínea do pênis, que é a parede interna do pênis e que mantém o sangue represado proporcionando rigidez e elasticidade durante a ereção. Quando o paciente tem essa patologia, o pênis possui uma fibrose ou até uma calcificação nesta da parede interna do pênis.

Essas fibroses vão produzir um tecido cicatricial inelástico, que resulta em uma curvatura anormal do pênis durante a ereção, pois as áreas não acometidas vão se expandir naturalmente e a região que perdeu a elasticidade vai formar uma trave e, portanto, uma curvatura/deformidade peniana.

A causa mais aceita da doença do pênis torto são microtraumas no pênis que podem ocorrer durante a própria relação sexual ou até devido a uma fratura maior do pênis que acabou cicatrizando de forma errada. Esses problemas vão deformar o pênis em vários graus.

Alguns fatores de risco para  Doença de Peyronie são: questões genéticas, diabetes, cirurgias no pênis (cirurgias uretrais e da próstata), síndrome metabólica (hipertensão, colesterol alto, etc), tabagismo e disfunção erétil.

 Fatores de risco para Doença de Peyronie

É muito comum que homens pensem em tratamentos naturais e pesquisem sobre exercícios para Peyronie, mas será que funcionam?

Doença de Peyronie: exercícios vão ajudar?

Os tratamentos para doença de Peyronie devem ser prescritos de acordo com a fase da doença, que é dividida em duas: aguda e crônica.

Na fase aguda é quando o processo inflamatório começa e podem ocorrer dores, mas a curvatura ainda não está definida. Nesta fase, o especialista pode orientar os dispositivos adequados e o esquema certo para tração peniana. Já a fase crônica é quando a curvatura peniana ficou estabelecida.

Tratamento com antioxidantes

Na fase aguda, o tratamento pode ser feito com antioxidantes, que vão visar frear a progressão da doença. Associada às medicações, pode ser prescrita uma terapia de ondas de choque de baixa intensidade, que vai promover uma melhoria da dor e uma estabilização da placa (fibrose) de Peyronie.

Tração peniana

Outro tratamento para fase aguda é a terapia de tração peniana, que é associação da  vacuoterapia a extensores penianos especializados. Essa técnica é muito interessante para pacientes que estão na fase aguda ou até preparando-se para uma cirurgia de correção de Peyronie e implante de prótese peniana.

Há dois tipos de dispositivos: vácuo manual e automático. Em ambos os casos, o pênis será introduzido no dispositivo e estimulado a ficar ereto, dilatado e bem reto por um determinado tempo.

Esse tratamento vai promover exercícios para Peyronie indicados para pequenos defeitos, visando diminuir a chance de progressão da doença e melhora de curvaturas pequenas. Um alerta é que os pacientes não sintam dor durante o procedimento. Se sentirem, devem diminuir a pressão. 

Entenda melhor o funcionamento da vacuoterapia nesse vídeo:

Porém, muitas pessoas podem pensar que a vacuoterapia terá uma função parecida com movimentos que podem ser feitos manualmente, sem aparelhos, como os exercícios de Peyronie denominados alongamento peniano e curva de Jelq.

Os exercícios para o pênis de alongamento consistem em segurar o órgão sexual, mesmo flácido, e puxá-lo até sentir uma pressão na base e permanecer nesta tração por alguns minutos.

Já no exercício Curva de Jelq, a ideia é dobrar a haste do pênis semiereto de forma suave na direção oposta da curvatura.

O grande problema de pensar em usar os exercícios para Peyronie de forma manual é que o paciente poderá exercer uma pressão errada e piorar o problema ainda mais.

Só saber como deixar o pênis reto não vai funcionar sem usar as técnicas indicadas por um urologista/andrologista, que vai esclarecer todos os procedimentos caso a caso. É preciso tomar muito cuidado ao buscar soluções caseiras e milagrosas na internet para entender como desentortar o pênis.

Tratamentos na fase  aguda para Peyronie

É muito comum que homens pensem em tratamentos naturais e pesquisem sobre exercícios para Peyronie, mas será que funcionam?

Injetáveis

Na fase aguda, também há uma medicação que pode ser usada diretamente sobre a placa com o objetivo de dissolvê-la. Esse medicamento pode ser usado em associação aos exercícios para Peyronie da tração peniana.

Atualmente, existe apenas uma medicamento de custo muito alto que é aprovado pelo FDA com essa finalidade, O Xiaflex. 

Cirurgia de Peyronie é o melhor na fase crônica

Quando o paciente já está na fase crônica a curvatura do pênis já estará estabelecida. Nessa fase, exercícios para Peyronie não vão funcionar ou podem não funcionar tão bem, porque a fibrose já estará instalada no órgão.

De acordo com o grau de curvatura, tamanho do pênis e função erétil, serão escolhidas algumas  técnicas para corrigir a curvatura peniana ( Doença de Peyronie): plicaturas, enxertos ou  técnica com múltiplas incisões da placa e implante de prótese peniana (técnica de Egydio).

Conclusão

É preciso ficar bastante atento ao buscar ajuda sem comprovação e acompanhamento  médico para Doença de Peyronie, remédio alternativo caseiro não é solução.

A principal atitude para o paciente, especialmente quando perceber que o pênis sofreu uma curvatura que não existia antes, é buscar ajuda médica especializada o mais rápido que puder. Na fase aguda, será mais fácil tratar para impedir a progressão da doença. Porém, como vimos acima, mesmo na fase crônica também existem alternativas. 

Importante é buscar ajuda antes que a doença de Peyronie progrida também para problemas sérios que vão afetar a vida sexual do paciente, como disfunção erétil e impossibilidade de penetração.

Entenda nesse vídeo se é possível prevenir a Doença de Peyronie:

Home – Marco Túlio

Dr. Marco Túlio Cavalcanti Urologista e Andrologista. Disfunção Erétil e Impotência sexual: dê fim a esse tormento. Prótese do Pênis: a retomada da sua vida sexual. Doença Peyronie: correção da curvatura, recuperação do tamanho e calibre do pênis. Reposição Hormonal: retome o seu desempenho.

Instagram: @dr.mtcavalcanti

Youtube: Dr. Marco Túlio Cavalcanti

www.drmarcotuliourologista.com.br

 

Leia também

Bomba peniana funciona?

Bomba peniana funciona?

Pode ser que a resposta não tenha a mesma intensidade das promessas feitas nos anúncios, mas sim, bomba peniana funciona.…
Cirurgia peniana: quais problemas exigem o procedimento?

Cirurgia peniana: quais problemas exigem o procedimento?

Não é segredo para ninguém que os homens dão uma grande importância para o próprio órgão sexual e, por isso,…
Pênis torto: saiba o que pode causar o problema

Pênis torto: saiba o que pode causar o problema

Muitos homens, a partir dos  40 anos, começam a observar que ficaram com o pênis torto, mas não entendem bem…
Translate »