Doppler peniano: conheça a importância do exame

O doppler peniano é um dos mais importantes exames para investigação das causas da disfunção erétil. Ele é o padrão ouro para diagnóstico da impotência.

O doppler peniano é um dos mais importantes exames para investigação das causas da disfunção erétil. Ele é o padrão ouro para diagnóstico da impotência de origem vascular: escape venoso ou insuficiência arterial.  Para esta finalidade, ele deve ser feito com fármaco ereção.

Veja nesse post como o ultrassom peniano com doppler pode ajudar a elucidar o problema.

O que é doppler peniano?

Quando um paciente vai ao consultório para entender melhor as causas de sua disfunção erétil para buscar tratamento, a primeira iniciativa do médico é realizar uma anamnese bastante profunda, que é uma conversa para que o profissional entenda histórico médico, estilo de vida e outros detalhes sobre ele.

Essa conversa já vai dar evidências se o paciente tem mesmo uma disfunção erétil orgânica ou se são outras questões psicológicas que estão fazendo com que falhe na hora do ato sexual, como uma ansiedade de desempenho. Cerca de 80% do diagnóstico já poderá ser realizada a partir dessa anamnese.

O doppler peniano é um dos mais importantes exames para investigação das causas da disfunção erétil. Ele é o padrão ouro para diagnóstico da impotência.

Mas, a partir dessa conversa, pode ser necessária uma maior investigação. Então, o médico vai indicar exames complementares para entender bem a fundo as causas possíveis que estão provocando a impotência no paciente. Entre esses exames, está o exame doppler peniano, que é tido como a melhor opção para investigar a circulação sanguínea peniana.

A indicação desse exame de imagem é considerada a opção Padrão Ouro entre os médicos.

Esse exame de pênis, também conhecido como ecografia peniana com doppler ou ultrassonografia doppler do pênis com fármaco ereção, não é invasivo, não tem radiação, não gera nenhum efeito colateral e permite estudar o órgão sexual e investigar possíveis patologias.

Além da disfunção erétil, o doppler da artéria peniana permite investigar também outras enfermidades no órgão sexual como priapismo,  doença de Peyronie, traumas penianos e fratura de pênis.  

Doppler peniano serve para investigar:

O doppler peniano é um dos mais importantes exames para investigação das causas da disfunção erétil. Ele é o padrão ouro para diagnóstico da impotência. Qual é a ação do USG doppler peniano?

A ecografia doppler peniana com fármaco ereção é a melhor indicação para investigação dos distúrbios arteriais ou escape venoso.

No doppler, artérias cavernosas e dorsais do pênis serão avaliadas, assim como fibroses de corpos cavernosos, microcalcificações intracavernosas, túnica albugínea (parede do pênis), presença de placas de Peyronie, deformidades, malformações, dentre outras. 

Para a realização do exame, será necessária a aplicação de uma substância no pênis para facilitar a ereção. Esta substância pode ser prostaglandina, papaverina, ou um mix de 2 ou 3 substâncias que chamamos de Bimix ou Trimix (Prostaglandina + Fentolamina + Papaverina). 

Estas substâncias são vasodilatadores, que quando injetados no pênis, desencadeiam o mecanismo de ereção quase que independente de estímulo, assim é possível avaliarmos a qualidade de rigidez e tumescência peniana no próprio consultório.  

Utilizando dispositivo do doppler será investigado o fluxo da artéria peniana principal, conhecida como artéria cavernosa. Medimos o Pico Sistólico (pressão de entrada do sangue) e Pico diastólico (Pressão de saída do Sangue). 

Assim, durante o exame de doppler peniano será avaliado se ocorre insuficiência arterial com baixa pressão de entrada do sangue ou escape venoso, que é quando o sangue sai muito rápido do órgão, não permitindo a ereção de qualidade para a relação sexual, por algum defeito na túnica albugínea.   

Doppler peniano avalia:

O doppler peniano é um dos mais importantes exames para investigação das causas da disfunção erétil. Ele é o padrão ouro para diagnóstico da impotência.

Como é realizada a ultrassonografia doppler peniana?

Esse exame pode ser realizado em consultório, associado com o teste de ereção, que prevê a aplicação de substâncias vasodilatadoras, diretamente no pênis. A agulha é extremamente fina e aplicação é na lateral do pênis, tornando este procedimento indolor. 

A partir dessa aplicação, há uma observação se a dose das substâncias será suficiente para promover uma ereção de qualidade.

Para a realização da ultrassonografia peniana com doppler colorido, depois da aplicação e ação da substância, o médico vai captar as imagens do fluxo sanguíneo por meio de um probe (aparelho que faz parte do Ultrassom ) que é colocada sobre o pênis, assim como as demais ultrassonografias de outras partes do corpo.

A imagem vai surgir colorida, de modo que o médico vai conseguir investigar o caminho do fluxo sanguíneo.

A duração do exame doppler colorido peniano leva  cerca de 30 minutos.

Outros exames complementares

Somado a esse exame de imagem, de acordo com as queixas do paciente, também são solicitados os laboratoriais:

  • Incluem os exames de sangue, para avaliar glicemia, hemoglobina glicada e perfil hormonal, incluindo investigação do nível da testosterona no organismo, que é o principal hormônio sexual; 
  • Exames para avaliação de hormônios tireoidianos e perfil lipídico, para avaliar triglicerídeo e colesterol.

Além dos exames laboratoriais e o doppler peniano, para pacientes que não estão respondendo ao tratamento de primeira linha para disfunção erétil, que são remédios como Citrato de Sildenafil, Tadalafila, etc, também poderão passar pelo teste de ereção, como já citado acima. O teste vai graduar a disfunção erétil e avaliar o prognóstico.

A partir desses exames, o médico vai definir qual será o tratamento para disfunção erétil que melhor vai atender ao paciente. Entre as opções, estão a reposição de testosterona, injeções intracavernosas, terapia a vácuo, tratamento de choque com ondas de baixa intensidade, implante de prótese peniana, entre outros.

Conclusão

A investigação completa dos pacientes com impotência é fundamental para escolhermos o melhor tratamento. A nossa primeira orientação sempre é que os homens tenham hábitos saudáveis, como praticar atividades físicas, uma alimentação equilibrada e evitar fumar e consumir álcool de forma exagerada.

Fiquem atentos  com a própria saúde, buscando sempre que possível realizar consultas de rotina com um médico andrologista, que poderá  apresentar caminhos para manter uma saúde sexual masculina de qualidade.

Outro alerta é que o doppler peniano é um exame que deve sempre ser realizado por um médico especialista em distúrbios da ereção. 

Veja mais informações sobre produtos naturais para impotência sexual masculina nesse vídeo:

Home – Marco Túlio

Dr. Marco Túlio Cavalcanti Urologista e Andrologista. Disfunção Erétil e Impotência sexual: dê fim a esse tormento. Prótese do Pênis: a retomada da sua vida sexual. Doença Peyronie: correção da curvatura, recuperação do tamanho e calibre do pênis. Reposição Hormonal: retome o seu desempenho.

Instagram: @dr.mtcavalcanti

Youtube: Dr. Marco Túlio Cavalcanti

www.drmarcotuliourologista.com.br

Leia também

Pornografia digital, NoFap e disfunção erétil: qual a relação?

Pornografia digital, NoFap e disfunção erétil: qual a relação?

Vem crescendo o número de artigos que relacionam o consumo exagerado de pornografia digital com a disfunção erétil. Por outro…
Chip de testosterona: como funciona?

Chip de testosterona: como funciona?

Já ouviram falar em chip de testosterona? Essa tem sido uma forma de tratamento quando os homens estão com um…
Pênis curvo: quando pode ser um problema?

Pênis curvo: quando pode ser um problema?

Muitos homens tem o pênis curvo, mas em alguns casos, essa característica pode representar um problema que vai afetar bastante…
Translate »