Disfuncão erétil: saiba tudo sobre esse assunto

Disfunção erétil saiba tudo sobre esse assunto

A disfunção erétil aparece como um das maiores preocupações masculinas. E não é para menos, segundo estudos da Sociedade Brasileira de Urologia, acima dos 40 anos, pelo menos 50% dos homens vão apresentar o problema em algum grau.

Conheça aqui mais sobre a impotência, causas, sintomas, os tipos de disfunção erétil e tratamentos.

O que é disfunção erétil?

Tenho 40 anos, estou com disfunção erétil, por que será?”  Esse não é um questionamento incomum nos consultórios do urologista. O fato é que esse problema pode atingir muitos homens justamente a partir dessa idade.

Quando um homem pergunta o que significa disfunção sexual, é possível definir como uma dificuldade em manter uma ereção suficientemente potente para a relação sexual satisfatória.

Para disfunção erétil, os sintomas também pode ser a incapacidade de produzir ejaculação ou orgasmo, que começam a ser sinais dessa disfunção sexual.

E mesmo que o homem produza a ereção, o processo pode ser muito lento ou não ter rigidez suficiente para concluir a relação. A disfunção pode também surgir junto com uma ejaculação precoce.

Disfunção erétil: causas

São diversas as causas da disfunção erétil, que podem ser tanto de ordem física, como de ordem psicológica. 

Muitos homens, quando estão muito estressados ou com problemas financeiros, podem sofrer impotência devido  ao excesso de preocupações. 

Outro motivo da disfunção de ordem emocional, é quando o relacionamento amoroso está em crise. 

As causas físicas passam por idade, distúrbios hormonais, como queda de testosterona ou problemas na tireóide, ou associação com outras doenças, como:

  • Diabetes;
  • Tabagismo, alcoolismo e uso de drogas;
  • Doenças cardíacas;
  • Obesidade;
  • Pressão alta;
  • Colesterol alto;
  • Tratamentos para câncer de próstata;
  • Esclerose múltipla;
  • Mal de Parkinson;
  • Distúrbio anatômico do pênis, também conhecido como doença de Peyronie;
  • Lesões na região pélvica ou espinhal;
  • Aterosclerose, que são artérias bloqueadas ou endurecidas, que impedem o fluxo sanguíneo necessário para produzir uma ereção.

A impotência sexual também pode ser motivada por um efeito colateral de uma medicação, como uso de antidepressivos, ansiolíticos, remédios para combater o câncer, para o coração ou controlar a pressão alta e até mesmo uma radiografia pélvica.

Disfunção erétil saiba tudo sobre esse assunto

Disfunção erétil em jovens

Embora o mais comum seja a disfunção surgir acima dos 40 anos, jovens também podem sofrer com o problema. Segundo uma publicação britânica especializada, conhecida como Journal of Adolescent Health, 30% dos jovens podem ter dificuldades para obter uma ereção satisfatória.

A impotência em jovens aparece, principalmente, por problemas emocionais, provocados por ansiedade e baixa autoestima. 

Mas além da disfunção erétil psicológica, o estilo de vida também pode provocar impotência em homens mais jovens que são adeptos do cigarro, álcool ou drogas. 

Como tratar disfunção sexual?

Para entender a disfunção erétil, o que é e seus tratamentos, os homens devem procurar um urologista ou andrologista, que é uma subespecialidade da urologia, que trata as disfunções sexuais masculinas, como a andropausa.

Com uma conversa franca com o médico, os pacientes vão perceber que o problema tem tratamento e ele terá condições de retomar uma vida sexual de qualidade.

Na consulta, o médico vai indagar o paciente sobre seus sintomas, dificuldades e entender melhor o estilo de vida dele e cuidados que mantém com a saúde.

Também poderá realizar exames físicos, pedir testes de laboratório, incluindo perfil hormonal; e também exames de imagem, como ultrassom doppler de pênis, para identificar possíveis causas secundárias da disfunção.

É preciso entender que o tratamento exige ajuda especializada, de nada adianta acreditar em crendices populares, como fazer uso de chás para disfunção erétil. O médico urologista ou andrologista vai buscar a fundo as causas da impotência e dar a melhor solução para o homem. 

Tratamentos para os variados tipos de disfunção erétil

O tratamento para disfunção erétil pode ter diversas abordagens, de acordo com o nível da disfunção e causas do problema. As medidas de tratamento começam sempre pelas abordagens menos invasivas que só migram para as mais invasivas caso não surtam efeito.

Para começar a tratar o paciente, o médico poderá sugerir uma mudança total de estilo de vida, com controle de alimentação, exercícios físicos e cuidado com doenças que possam estar provocando a disfunção.

Além disso, o tratamento também poderá envolver uma combinação de reposição de testosterona,  caso o homem esteja com baixa produção do hormônio, associada a medicamentos como os inibidores da fosfodiesterase tipo 5, muito conhecidos como Viagra ou Ciallis. 

Esse remédio de disfunção erétil deve ser utilizado cerca de 30 minutos antes da relação. Mas embora muitas pessoas busquem a automedicação para resolver o problema, vale dizer que também é preciso buscar ajuda médica para avaliação de dosagem. 

Outro tratamento possível será o uso de anéis penianos ou uso de bombas a vácuo para melhorar a circulação intracavernosa do pênis.

Já um pouco mais invasivo é o tratamento em que é aplicada uma injeção para disfunção erétil, diretamente no pênis, 5 a 15 minutos antes da relação sexual.

Mas quando os demais tratamentos não surtem efeito, devido à gravidade da disfunção ainda resta a cirurgia para o implante de próteses penianas, que podem ser de 3 tipos: semirrigida, inflável ou articulável. Todas promovem resultados bastante satisfatórios, sendo a inflável, a mais moderna.

Uma alternativa revolucionária e quem sido bastante eficaz, antes de chegar aos métodos mais invasivos, é a terapia por ondas de choque de baixa intensidade, que vai atuar diretamente na causa da doença.

São ondas acústicas que estimulam a microcirculação peniana. É um tratamento indicado para disfunção de origem vascular.

Conclusão

Então, é válido tranquilizar os pacientes e dizer que para disfunção erétil, tratamento é o que não falta. Todos têm a oportunidade de buscar ajuda e ter de volta uma vida sexual ativa e satisfatória, que resulta em mais qualidade de vida, autoestima e até longevidade.

Home – Marco Túlio

Dr. Marco Túlio Cavalcanti Urologista e Andrologista. Disfunção Erétil e Impotência sexual: dê fim a esse tormento. Prótese do Pênis: a retomada da sua vida sexual. Doença Peyronie: correção da curvatura, recuperação do tamanho e calibre do pênis. Reposição Hormonal: retome o seu desempenho.

Instagram: dr.mtcavalcanti 

Youtube: Dr. Marco Túlio Cavalcanti 

www.drmarcotuliourologista.com.br

Leia também

Disfunção erétil: tratamento pode resolver o problema

Disfunção erétil: tratamento pode resolver o problema

A disfunção erétil tem tratamento. Essa é a resposta que o homem vai encontrar em um consultório de um urologista/andrologista. …
Disfuncão erétil: saiba tudo sobre esse assunto

Disfuncão erétil: saiba tudo sobre esse assunto

A disfunção erétil aparece como um das maiores preocupações masculinas. E não é para menos, segundo estudos da Sociedade Brasileira…
Prótese peniana: conheça os tipos e como funcionam

Prótese peniana: conheça os tipos e como funcionam

A prótese peniana é considerada uma opção segura e eficiente para resgatar a vida sexual de um homem que sofre…
× Como posso te ajudar?