Uretrite: conheça os tipos que atingem o pênis e como tratar

Conteúdo

Quando um homem sente a uretra inchada e uma coceira na entrada da região genital, ele pode estar com uretrite. Esse é um problema que atinge homens e mulheres, e pode ter relação com contato sexual. O que é uretrite? A uretra é a parte do trato urinário responsável por levar a urina para fora do corpo. A uretrite é um termo genérico para indicar uma inflamação na mucosa que reveste esse tubo que faz parte do organismo de homens ou mulheres. A patologia ocorre quando um micro-organismo infecta essa parte do trato urinário. As bactérias são as causadoras mais comuns do problema, mas pode ocorrer também a colonização por fungos e vírus. Apenas em casos muito raros, ocorre a uretrite por atrito em homens. Além disso, não ter bons hábitos de higiene também pode ser um fator de risco para o desenvolvimento das uretrites. Vale ressaltar que a uretrite masculina ou feminina não é sinônimo de infecção urinária, porque para isso é necessário que todo o trato urinário inferior tenha sido atingido. Nesta inflamação da uretra, os sintomas e desconfortos estão restritos à uretra. Quando o homem foi infectado, os sintomas de uretrite masculina são: Queimação na uretra ao urinar; Coceira próximo da abertura do pênis; Dor no pênis; Dor na relação sexual; Dor ao ejacular; Sangue no sêmen ou na urina; Secreção saindo do canal da uretra; Vermelhidão na "ponta do pênis". Quando a uretrite se complica, aí sim pode deflagrar a infecção urinária ou infecção da bexiga (cistite), mas também pode causar problemas como epididimite, infecção dos testículos e da próstata. Por isso, o problema exige tratamento com especialista. Leia mais: Impotência sexual pode ter causas genéticas? Freio do pênis: tudo o que você precisar saber Tipos de uretrite Existem tipos diferentes de uretrite, que são denominadas de acordo com a causa da inflamação na uretra. Quando a uretrite é causada por uma bactéria, a mais comum é a Escherichia coli e não tem relação com contato sexual. É conhecida como uretrite não específica. Porém, é importante saber que a uretrite não é uma doença sexualmente transmissível, mas pode ser adquirida por meio de contato sexual, por exemplo, quando a bactéria é transmitida durante o sexo e leva à clamídia ou gonorreia. Neste caso, é definida de forma diferente. Quando é causada pela bactéria que causa a gonorreia (Neisseria gonorrhoeae), é chamada de uretrite gonocócica, mas quando leva à outra DST, como a clamídia, pode ser provocada pelas bactérias Chlamydia trachomatis ou Mycoplasma genitalium, então é conhecida como uretrite não gonocócica. Outro tipo de uretrite que tem contexto de DST é quando é ocasionada pelo papilomavírus (HPV), o da herpes simples ou o citomegalovírus. Como diagnosticar a uretrite e o tipo? O urologista poderá suspeitar da uretrite a partir dos relatos dos sintomas do paciente. O médico também pode realizar exames físicos para conferir se há lesões, sensibilidade ou secreções, além de analisar se pode ou não ser uma DST. Também podem ser solicitados exames laboratoriais para confirmar o diagnóstico, como o de urina. Mas também pode ser solicitada uma coleta de material para avaliar se é uma uretrite não específica, gonocócica ou não gonocócica. Uretrite: tratamento é antibiótico, em geral O tratamento para uretrite deve ser iniciado o quanto antes para evitar as complicações, que podem ser duradouras e até graves. Por exemplo, uma infecção na uretra que se espalha pelo trato urinário e chega ao rim pode levar o paciente a riscos de danos permanentes no órgão, sepse e até risco de morte. Outra complicação bastante dolorosa para os homens é o estreitamento de uma parte da uretra, causando dor ao urinar. Quando causada por bactérias, o remédio para uretrite é um antibiótico, já quando a causa são os vírus, o medicamento para uretrite é antiviral. Há diversas abordagens para ingestão de antibióticos para uretrite, desde doses únicas, como outros tipos que preveem uso durante 7 dias. Podem ser de administração oral (comprimidos) ou injetáveis. Caso a uretrite tenha sido ocasionada por contato sexual, a parceria sexual também deverá realizar exames e o mesmo tratamento. Logo após alguns dias do início do tratamento, os desconfortos já começam a diminuir. Porém, para retomar a vida sexual, é melhor esperar 1 semana do início do tratamento e esperar a parceria também terminar a ingestão das doses. Prevenção da uretrite Como a uretrite pode estar associada a contato sexual, é importante se proteger na hora do sexo com o uso de preservativos. Além disso, outro cuidado importante para evitar a uretrite é evitar ter muitos parceiros sexuais. Outro forma de prevenir é manter a boa saúde do trato urinário, com práticas como urinar após a relação sexual e ingerir de 1,5 a 2 litros de água por dia. E nunca é dispensável dizer que bons hábitos de higiene também ajudam a evitar esse problema. Conclusão Essa patologia leva a muitos desconfortos, mas a uretrite tem cura, quando paciente segue todas as recomendações médicas, inclusive se seguir a receita na dose e períodos prescritos pelo médico.

Quando um homem sente a uretra inchada e uma coceira na entrada da região genital, ele pode estar com uretrite.

Esse é um problema que atinge homens e mulheres, e pode ter relação com contato sexual.

O que é uretrite?

A uretra é a parte do trato urinário responsável por levar a urina para fora do corpo. A uretrite é um termo genérico para indicar uma inflamação na mucosa que reveste esse tubo que faz parte do organismo de homens ou mulheres. 

A patologia ocorre quando um micro-organismo infecta essa parte do trato urinário. As bactérias são as causadoras mais comuns do problema, mas pode ocorrer também a colonização por fungos e vírus. Apenas em casos muito raros, ocorre a uretrite por atrito em homens.

Além disso, não ter bons hábitos de higiene também pode ser um fator de risco para o desenvolvimento das uretrites.

Vale ressaltar que a uretrite masculina ou feminina não é sinônimo de infecção urinária, porque para isso é necessário que todo o trato urinário inferior tenha sido atingido. Nesta inflamação da uretra, os sintomas e desconfortos estão restritos à uretra.

Quando o homem foi infectado, os sintomas de uretrite masculina são:

  • Queimação na uretra ao urinar;
  • Coceira próximo da abertura do pênis;
  • Dor no pênis;
  • Dor na relação sexual;
  • Dor ao ejacular;
  • Sangue no sêmen ou na urina;
  • Secreção saindo do  canal da uretra;
  • Vermelhidão na “ponta do pênis”. 

Quando a uretrite se complica, aí sim pode deflagrar a infecção urinária ou infecção da bexiga (cistite), mas também pode causar problemas como epididimite, infecção dos testículos e da próstata. Por isso, o problema exige tratamento com especialista.

Leia mais:

Tipos de uretrite

Existem tipos diferentes de uretrite, que são denominadas de acordo com a causa da inflamação na uretra.

Quando a uretrite é causada por uma bactéria, a mais comum é a Escherichia coli e não tem relação com contato sexual. É conhecida como uretrite não específica.

Porém, é importante saber que a uretrite não é uma doença sexualmente transmissível, mas pode ser adquirida por meio de contato sexual, por exemplo, quando a bactéria é transmitida durante o sexo e leva à clamídia ou  gonorreia. Neste caso, é definida de forma diferente.

Quando é causada pela bactéria que causa a gonorreia (Neisseria gonorrhoeae), é chamada de uretrite gonocócica, mas quando leva à outra DST, como a clamídia, pode ser provocada pelas bactérias Chlamydia trachomatis ou Mycoplasma genitalium, então é conhecida como uretrite não gonocócica.

Outro tipo de uretrite que tem contexto de DST é quando é ocasionada pelo papilomavírus (HPV), o da herpes simples ou o citomegalovírus. 

ebook disfunção erétil

Como diagnosticar a uretrite e o tipo?

O urologista poderá suspeitar da uretrite a partir dos relatos dos sintomas do paciente. O médico também pode realizar exames físicos para conferir se há lesões, sensibilidade ou secreções, além de analisar se pode ou não ser uma DST.

Também podem ser solicitados exames laboratoriais para confirmar o diagnóstico, como o de urina. Mas também pode ser solicitada uma coleta de material para avaliar se é uma uretrite não específica, gonocócica ou não gonocócica.

Uretrite: tratamento é antibiótico, em geral

O tratamento para uretrite deve ser iniciado o quanto antes para evitar as complicações, que podem ser duradouras e até graves. Por exemplo, uma infecção na uretra que se espalha pelo trato urinário e chega ao rim pode levar o paciente a riscos de danos permanentes no órgão, sepse e até risco de morte.

Outra complicação bastante dolorosa para os homens é o estreitamento de uma parte da uretra, causando dor ao urinar.

Quando causada por bactérias, o remédio para uretrite é um antibiótico, já quando a causa são os vírus, o medicamento para uretrite é antiviral.

Há diversas abordagens para ingestão de antibióticos para uretrite, desde doses únicas, como outros tipos que preveem uso durante 7 dias.

Podem ser de administração oral (comprimidos) ou injetáveis. 

Caso a uretrite tenha sido ocasionada por contato sexual,  a parceria sexual também deverá realizar exames e o mesmo tratamento.

Logo após alguns dias do início do tratamento, os desconfortos já começam a diminuir. Porém, para retomar a vida sexual, é melhor esperar 1 semana do início do tratamento e esperar a parceria também terminar a ingestão das doses.

Prevenção da uretrite

Como a uretrite pode estar associada a contato sexual, é importante se proteger na hora do sexo com o uso de preservativos.

Além disso, outro cuidado importante para evitar a uretrite é evitar ter muitos parceiros sexuais.

Outro forma de prevenir é manter a boa saúde do trato urinário,  com práticas como urinar após a relação  sexual e ingerir de 1,5 a 2 litros de água por dia. E nunca é dispensável dizer que bons hábitos de higiene também ajudam a evitar esse problema. 

Conclusão

Essa patologia leva a muitos desconfortos, mas a uretrite tem cura, quando paciente segue todas as recomendações médicas, inclusive se seguir a receita na dose e períodos prescritos pelo médico.

Veja também esse vídeo sobre outras causas de dor no pênis:

Home – Marco Túlio

Dr. Marco Túlio Cavalcanti Urologista e Andrologista. Disfunção Erétil e Impotência sexual: dê fim a esse tormento. Prótese do Pênis: a retomada da sua vida sexual. Doença Peyronie: correção da curvatura, recuperação do tamanho e calibre do pênis. Reposição Hormonal: retome o seu desempenho.

Instagram: @dr.mtcavalcanti

Youtube: Dr. Marco Túlio Cavalcanti

www.drmarcotuliourologista.com.br

Leia também

Varicocele: saiba o que é e como tratar

Varicocele: saiba o que é e como tratar

Um homem que sofre de dores crônicas nos testículos e apresenta sinais  de infertilidade pode ter varicocele,  uma patologia que…
Prótese peniana inflável: saiba o que faz pela sua vida sexual

Prótese peniana inflável: saiba o que faz pela sua vida sexual

Homens que têm disfunção erétil podem retomar a vida sexual de forma bastante parecida com o processo fisiológico com a…
Uretrite: conheça os tipos que atingem o pênis e como tratar

Uretrite: conheça os tipos que atingem o pênis e como tratar

Quando um homem sente a uretra inchada e uma coceira na entrada da região genital, ele pode estar com uretrite.…
Translate »