Sintomas de Doença de Peyronie: quando você deve se preocupar

Conteúdo

Os sintomas de doença de Peyronie têm sido bastante frequentes nos homens. Cerca de 3%  a 9% da população masculina é afetada pela patologia.

Entenda neste post como o paciente pode reconhecer os sinais de que está com esse problema e o que deve fazer.

Muitos homens não sabem o que é Doença de Peyronie

Cerca de 3% a 9% dos homens em geral podem sofrer da doença, especialmente após os 40 anos. Quando esses pacientes fizeram cirurgias para retirada da próstata, esse percentual sobe para até 16%, e o percentual cresce ainda mais quando os pacientes são diabéticos (20%).

Mas não é incomum que os homens cheguem ao consultório do urologista com sintomas  de doença de Peyronie sem sequer saberem do que se trata esse problema. Essa patologia, também conhecida como doença do pênis torto, não é cancerígeno, mas pode provocar muitos prejuízos à vida sexual do paciente.

A doença de Peyronie é caracterizada por formações de placas cicatriciais que vão provocar curvaturas anormais no pênis.

Segundo estudos médicos, essas placas se formam em 70% dos casos na parte superior ou lado dorsal do pênis. Isso significa que, no momento da ereção, os homens ficarão com o pênis torto para cima ou para o lado, mas podem ocorrer tortuosidades para baixo também.

Essas curvaturas podem prejudicar muito a vida sexual do homem já que, em muitos casos, podem ocorrer em pontos diferentes do pênis, provocando um novo formato ao órgão ereto, o que pode inviabilizar totalmente a penetração sexual.

Em outros casos nos quais a penetração ainda é possível, a própria curvatura do pênis pode provocar dores na parceira dos homens porque atinge partes internas mais sensíveis.

Causas da doença de Peyronie

Muitos estudos ainda estão sendo realizados para avaliar melhor as causas de várias doenças no pênis. No caso de Peyronie, a tese mais aceita é que as placas formam-se a partir de microtraumas que ocorrem durante a própria relação sexual.

No local onde houve microtrauma ocorre um processo inflamatório, que vai levar à formação de um tecido cicatricial inelástico, forçando o pênis a ficar curvado no momento da ereção.

Em alguns casos, as placas podem acumular cálcio e ficar extremamente duras, semelhantes a um osso.

Os sintomas de doença de Peyronie têm sido bastante frequentes nos homens. Cerca de 3% a 9% da população masculina é afetada pela patologia.

Doença de Peyronie: sintomas

A curvatura é o sinal mais evidente do problema, mas existem outros sintomas de doença de Peyronie que devem levar os homens a buscarem um médico especializado.

A doença será composta de duas fases (aguda e crônica). Na primeira, é quando começa o processo  inflamatório. Já nesse momento alguns sintomas podem ser percebidos:

  • Curvatura anormal e significativa após a ereção;
  • Dor quando o pênis fica ereto e na hora da penetração;
  • Caroços / nódulos achatados ou placas sob a pele que podem ser perceptíveis à palpação;
  • Problemas para atingir e manter a ereção. Em certos casos, a disfunção erétil começa a surgir antes que o homem perceba a Doença de Peyronie;
  • Encurtamento do pênis;
  • Outras deformações no pênis, como: afilamentos, reentrâncias e até o formato conhecido como ampulheta (que tem uma faixa apertada e estreita ao redor da haste peniana).

Na fase crônica, todos esses sintomas já podem estar sedimentados, com exceção da dor, que é típica da fase aguda. 

Tanto o encurtamento como a curvatura podem piorar à medida que o tempo passa, a estabilização ocorre de 3 meses até 1 ano e meio a partir do início do processo. Procurar um médico logo ao perceber qualquer sintoma acima é muito importante para tentar reverter o quadro.

Os sintomas de doença de Peyronie têm sido bastante frequentes nos homens. Cerca de 3% a 9% da população masculina é afetada pela patologia.

Diferença entre pênis curvo congênito e Peyronie

Ter Doença de Peyronie é diferente de ter pênis curvo congênito. Enquanto no primeiro a curvatura é adquirida, no segundo, a curvatura ocorre desde que o paciente começou a ter ereções, ainda bem jovem.

Além disso, a curvatura congênita não provoca dores nas ereções e nem disfunção erétil.

Tratamentos para Peyronie

Na fase aguda, há diversas  formas para tratar os pênis tortos, que podem ser prescritas para melhorar tanto a dor como as deformidades. Conheça alguns tratamentos:

Antioxidantes

Os médicos podem tentar uma combinação de medicamentos para frear o processo inflamatório e também combinar técnicas que ajudam a evitar uma deterioração do pênis.

A depender do tipo da placa e da deformidade, realizar a manipulação de agentes antioxidantes para impedir a progressão da doença é uma das medidas de tratamento que podem ser tomadas. Esses medicamentos podem ser ingeridos por um certo período e visam a estabilização  da placa. A eficácia é controversa de acordo com evidências científicas. 

Medicações para disfunção erétil

Os inibidores das cinco fosfodiesterase tem papel positivo nas fases iniciais da doença de Peyronie porque vão ajudar a melhorar a qualidade da ereção, diminuindo a formação de tecido fibrótico nos corpos cavernosos do pênis. 

Vacuoterapia + ondas de choque

Na fase inicial da doença, pode ser usado um tratamento da vacuoterapia em associação com a terapia de ondas de choque, que são ondas sonoras de baixa intensidade aplicadas diretamente no pênis.

Essas duas técnicas vão melhorar a dor do paciente na fase aguda, podem estabilizar a placa e têm ação direta na qualidade da função erétil.

O tratamento é realizado com sessões semanais, porém, o número adequado varia de paciente para paciente.

Extensores penianos

Esses dispositivos podem ajudar a tratar o problema pelo sistema de tração. Alguns dados médicos já apontam que o método pode auxiliar na diminuição da angulação do pênis.

Alguns desses aparelhos podem ser adquiridos até mesmo em lojas de sex shop. Porém, a Mayo Clinic, que é um instituto norte-americano especializado em questões relativas à sexualidade masculina, desenvolveu um extensor apropriado para Doença de Peyronie.

Fase crônica

Quando a doença está na fase crônica, a  medida mais eficaz é a Cirurgia de Peyronie, que poderá envolver técnicas para desentortar o pênis, ou até mesmo a associação com o implante de prótese peniana.

Os sintomas de doença de Peyronie têm sido bastante frequentes nos homens. Cerca de 3% a 9% da população masculina é afetada pela patologia.

Conclusão

Quem já está com os sintomas da doença de Peyronie não deve demorar para buscar ajuda de um urologista / andrologista especializado nessa área. Com a  piora progressiva do problema e da qualidade da vida sexual, muitos homens podem ter prejuízos em sua autoestima e até chegarem ao ponto de ficarem com depressão.

Na verdade, quaisquer sintomas de doenças no pênis devem exigir medidas rápidas dos homens, porque os tratamentos em fases iniciais da patologia tendem a ter resultados muito melhores.

Aliás, esse é um comportamento que os homens devem buscar desde cedo: cuidar da própria saúde física e sexual, assim como as mulheres costumam fazer.

Neste  vídeo, veja  mais informações sobre  o tratamento cirúrgico:

Home – Marco Túlio

Dr. Marco Túlio Cavalcanti Urologista e Andrologista. Disfunção Erétil e Impotência sexual: dê fim a esse tormento. Prótese do Pênis: a retomada da sua vida sexual. Doença Peyronie: correção da curvatura, recuperação do tamanho e calibre do pênis. Reposição Hormonal: retome o seu desempenho.

Instagram: @dr.mtcavalcanti

Youtube: Dr. Marco Túlio Cavalcanti

www.drmarcotuliourologista.com.br

Leia também

Bomba peniana funciona?

Bomba peniana funciona?

Pode ser que a resposta não tenha a mesma intensidade das promessas feitas nos anúncios, mas sim, bomba peniana funciona.…
Cirurgia peniana: quais problemas exigem o procedimento?

Cirurgia peniana: quais problemas exigem o procedimento?

Não é segredo para ninguém que os homens dão uma grande importância para o próprio órgão sexual e, por isso,…
Pênis torto: saiba o que pode causar o problema

Pênis torto: saiba o que pode causar o problema

Muitos homens, a partir dos  40 anos, começam a observar que ficaram com o pênis torto, mas não entendem bem…
Translate »